Camisas do Blog Edelson Freitas, estão a venda, garanta já a sua ! ! !

domingo, 31 de maio de 2009

COLUNA DE FERNANDINHO AMARAL!

Os professores (as) da rede municipal de ensino deram uma verdadeira aula de como exercer o direito de cidadania, quando foram às ruas reivindicar que o executivo cumpra a lei que determina o pagamento do piso salarial ao magistério. Entendo que lei não se discute cumpre-se. Não é possível que existem profissionais do ensino recebendo R$ 360,00 em nosso município. Quero também ressaltar a atitude da forma como fui tratado durante o movimento grevista, ao chegar ao local da concentração, me dirigi aos companheiros que ali estavam, no inicio uma conversa amistosa como sempre acontece em movimentos desta natureza, encontrei os radialistas Edelson Freitas e Rogério Amaral, professor Genil, e outras pessoas com as quais conversei. Fui questionado sobre o SINDISERV, respondi que estava em andamento o registro do mesmo, Genil perguntou sobre filiação de professores ao SINDISERV, respondi que não tinha pensado ainda no assunto, mas que não vai problemas, então ele consultou dois representastes do SINTESE, que foram contundentes em afirmar que não, pois o exemplo de serventes e merendeiras que não são filiados ao SINTESE. Sempre honrei os cargos que ocupei na direção do movimento sindical, pois sempre tive um comportamento digno, limpo e acima de tudo de comprometimento com os trabalhadores, independente a que categoria pertença. Mesmo trabalhando fora, quando esta aqui sempre estive presente na luta dos Professores (as) , não sou aproveitador e não preciso enganar ninguém, minhas posições sempre foram claras e transparentes. Fiquei triste sim, pois aquele momento impar proporcionado pelos trabalhadores do magistério, estava acordando o movimento sindical em Simão Dias, não tive a satisfação de falar aos trabalhadores, deliberadamente foi proibido a minha fala, como deliberadamente foi à omissão de nomes de representantes do povo, escolhidos democraticamente nas urnas, como dos vereadores Jorge de Lourival e Cristiano Viana, do Sr. Antonio Nunes Valadares, escolhido em assembléia como membro da comissão provisória do SINDISERV, do Senhor Claudiano presidente do PV em nosso município, todos estavam solidários ao legitimo ato. De forma acintosa a todos os presentes, às palavras de ordem que em momento algum tratou ou professores (as) como trabalhadores, todos, merendeiras, serventes, vigias, garis, operadores de maquinas, eletricistas, médicos, enfermeiras, odontologos, contadores, e todos que são servidores públicos municipais. “Professor unido jamais será vencido”, por que não “TRABALHADOR UNIDO JAMAIS SERÁ VENCIDO”, ou na visão dos diretores regionais do SINTESE os professores não são trabalhadores? Ou fazem parte de uma classe de elitizada. Tenho certeza que não é esse o pensamento dos Professores (as). Não vou deixar de participar de movimentos de categorias que lutem por seus direitos, independente daqueles que se acham no direito de vetar ou proibir quem legitimamente quer contribuir democraticamente com a luta dos trabalhadores. Vou continuar pregando a UNIDADE NA LUTA